Minha Princesa - NATHALIA

"Um dia sonhei que queria ser mãe de uma menina que ande de marias-chiquinhas pela casa empurrando um carrinho de bonecas, que trombe nos móveis às risadas, brinque com meus sapatos de salto, faça roupinhas para suas barbies descabeladas.
Quero ser mãe de uma garotinha que fique com as bochechas coradas de
correr. Que suba em árvores... uma moleca bonitinha, que coma fruta do
pé e limpe a boca na manga da blusa de crochê, que tome sopa fazendo
barulho sem querer. Quero ser mãe de uma menina de lindo olhar, que ria
escondido, que pregue peças, brinque de vídeo-game, fique brava quando
perder e quando tiver de tomar bronca, que saia a correr descalça pela
casa, que goste de sorvete com chantili. Que seja a primeira da classe e
seja elogiada por isso, a danadinha. Quando adolescente, que chore
vendo um filme, que ganhe seu primeiro sutiã, que escove os cabelos para
dormir, que queira namorar e sair, que chore no meu ombro a primeira
decepção, que peça permissão para chegar de manhã, que quando mulher, se
case um dia e... tenha a mesma sorte que eu: seja mãe de uma menina!"
 

Sonhos...



Você precisa ter sonhos, para que possa se levantar, todas as vezes que cair. 
Acreditar que, a toda hora, acontecerão coisas boas, e mudar o rumo da sua vida. 
Você precisa ter sonhos grandes e pequenos. Os pequenos são as felicidades mais rápidas, os grandes são os que dão força para suportar o fracasso dos sonhos pequenos. 
Você tem que regar os teus sonhos todos os dias, assim como se rega uma planta para que cresça...
Precisa dizer sempre a você mesmo: "Vou conseguir! - vou superar! - vou chegar no meu sonho!"
Fazendo isso, você estará cultivando sua luz, a luz das esperanças, que nunca deve se apagar, pois ela é a imagem que você passa pras outras pessoas.
É através dessa luz que todos vão lhe admirar, acreditar em você e te seguir. 
Mire -se na lua, pois se você não puder atingi-la, com certeza irá conhecer grandes estrelas... Ou quem sabe, poder ser uma delas!

Queria voltar ao passado...



Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,
quando escuto uma voz, quando me lembro do passado, eu sinto saudades...Sinto saudades de amigos que nunca mais vi, de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...Sinto saudades do presente, que não aproveitei de todo, lembrando do passado e apostando no futuro...Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei!
Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito!
Daqueles que não tiveram como me dizer adeus;
Sinto saudades de coisas que tive e de outras que não tive mas quis muito ter! Sinto saudades de coisas sérias, de coisas hilariantes, de casos, de experiências...
Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer!
Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar!
Sinto saudades dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar,
SINTO SAUDADES DAS COISAS QUE VIVI, e das que deixei passar, sem curtir na totalidade.
Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que...não sei onde...para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi...
Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades
Em japonês, em russo, em italiano, em inglês...mas que minha saudade, por eu ter nascido no Brasil,
só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.
Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria, espontaneamente quando estamos desesperados... para contar dinheiro... fazer amor... declarar sentimentos fortes... seja lá em que lugar do mundo estejamos.
Eu acredito que um simples:
"I miss you" ou seja lá como possamos traduzir saudade em outra língua, nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha.
Talvez não exprima corretamente a imensa falta que sentimos de coisas
ou pessoas queridas.
E é por isso que eu tenho mais saudades...
Porque encontrei uma palavra para usar todas as vezes em que sinto este aperto no peito, meio nostálgico, meio gostoso, mas que funciona melhor do que um sinal vital quando se quer falar de vida
e de sentimentos.
Ela é a prova inequívoca de que somos sensíveis!
De que amamos muito o que tivemos e lamentamos as coisas boas que perdemos ao longo da nossa existência...

SINTO MUITA SAUDADE...

Twitter mio mio